POEMAS DO NICODEMOS

Aqui você encontra um pouco do meu pensamento e sentimento. São garrafas lançadas ao mar virtual, na espectativa do encontro com outros sobreviventes... Palavras que buscam evidenciar, veladamente, o È.

31.8.09

Xilogravura.
O cego rabequeiro. 2004
Se a vida é uma viagem
do berço à cova
da fralda à mortalha,
bom mesmo é estar viajando
por mais que pese a cangalha

29.8.09

Soneto


SONETO DE MADRUGADA

Tantos abismos me atirei
e tantas mortes me caçaram
mas de todas que morri
alguns fiapos me sobraram.

Novos corpos incompletos
vieram habitar minh'alma
outras caras, falas, gestos
novos riscos de navalha.

E nem culpa tenho nisso,
é pra mim um compromisso
renascer a cada instante.

E assim, morrendo sigo
da morte fazendo abrigo
pra vida de mais adiante.

.

28.8.09

ao Vitor
POESIA


NÃO VIVO DISSO

NEM VIVO

SEM ISSO.
águas vivas
águas calmas

a Vida apresenta
eu bato palmas..






.

Moto contínuo

MOTO CONTÍNUO

COM A PRÁTICA
A PERFEIÇÃO
VEM

POR INÉRCIA.




.
Xilogravura animada.

óleo sobre tela 85x105 cm
pintura relizada em 2000.

COGITO ERGO SUN"
PENSO, LOGO...
SOU.

se penso que sou,
sou,
se não penso,
não sou...

(se)
penso Bem
penso sem amarras
dez amarras desamarram...

penso AMAR
dez armas
se desarmam

pense também!
pense Bem!!


Águas de maio chegando em meus olhos
São águas que um rio me quer navegar
Águas de maio lavando as correntes
São águas de um rio sonhando com o mar

Águas serenas brotando da fonte
Num leito de pedras que vem renovar
São águas que lavam que levam lembranças
Em águas tranqüilas quero navegar

São águas de chuvas, são gotas de orvalho
Vertidas no tempo de tudo molhar
São águas que seguem, são águas que passam
Correndo da serra seguindo pro mar

Águas que banham que sonham sementes
Brotando nos campos, encantos de amar
São águas que cantam serenas, tranqüilas
Movendo montanhas pra outro lugar


Água clara, água fina. Água ensina a navegar
Água cura pura água. Água e Luz a clarear.

Beijaflor

Flor bela, minha flor,
Minha flor bela,
Violeta minha,
Catléia lilás,
Hortência florindo a serra,
Sempre viva
Sempre linda...
Me deixa
Te beijaflorar!

Encanto

Encanto 


 O fio
da faca
não resiste ao canto
da pia