POEMAS DO NICODEMOS

Aqui você encontra um pouco do meu pensamento e sentimento. São garrafas lançadas ao mar virtual, na espectativa do encontro com outros sobreviventes... Palavras que buscam evidenciar, veladamente, o È.

29.1.10

POEMA DE GELO

O MAR
VIRÁ
SERTÃO

26.1.10


O que hoje dói em mim
Sei já fiz doer alguém
Dor que num gesto vai
Gira volta e um dia vem
Sente quem o bem recebe
Sendo assim também percebe
Que o bem que vai
Vem.

23.1.10


quando Nada e Tudo
era ainda Um

trovejou uma luz
no profundo vazio
então teve início
o princípio
e o precipício.

hoje acordei
com rimas
nos olhos. . .

22.1.10


se a vida é
uma viagem:
do berço à cova
da fralda à mortalha
bom mesmo é estar viajando
por mais que pese a cangalha.

20.1.10

no tiro ao pombo
quem é que
paga o pato?



o poeta morreu
versos ao léu
que ninguém leu.

17.1.10

breve diálogo:
- cuidado com o que falas!!
- cuidado tu, com o que ouves!!



.


pesadelo
rói unhas
dormindo






.

nada como

um jazz
atrás do outro


.