POEMAS DO NICODEMOS

Aqui você encontra um pouco do meu pensamento e sentimento. São garrafas lançadas ao mar virtual, na espectativa do encontro com outros sobreviventes... Palavras que buscam evidenciar, veladamente, o È.

28.2.10



me lembro um dia
meu pai jogava futebol comigo
eu tinha 6 anos
o campo era gigantesco
as traves muito altas
eu queria ser goleiro

nunca mais
joguei tão bem.

25.2.10

Canção de meninar.



Mãe mimava a menina

Que dormia e sonhava

Com a mãe em seu colo

Que a menina ninava


Mãe me nina

Mãe menina

Mãe menina quer ninar


Mãe menina

Mãe me nina

Mãe me ensina

A serenar


Nina mãe

Mima a menina

Que suspira seu sonhar


Minha mãe

Minha menina

Minha noite de luar...

11.2.10


sou um homem
de letras


letras e palavra.

5.2.10

o relógio da casa
da minha tia
batia
batia...

minha infância
era tranquila

segundo me lembro
não havia ponteiro de
segundos

2.2.10


o poeta
sempre fala sozinho

às vezes de si para si
às vezes com o vizinho


desiguais
coentro & salsa
dez iguais
camisa & calsa

Arma zen
meu poema