POEMAS DO NICODEMOS

Aqui você encontra um pouco do meu pensamento e sentimento. São garrafas lançadas ao mar virtual, na espectativa do encontro com outros sobreviventes... Palavras que buscam evidenciar, veladamente, o È.

15.4.10

5 comentários:

  1. é assim que me sinto.lindo e triste

    ResponderExcluir
  2. véio Nico
    Fico uns dias sem adentrar teu espaço e quando volto, como hoje, numa manhã de domingo, acabo por me renovar. Estava a necessitar de poesias, li a página de alto a baixo e saio dela revigorado, pronto para os embates dominicais. Que bonito ver tua foto num anúncio do SESC aí do Crato e nada conseguimos de te levar para o SESC daqui de Bauru. Abracitos bauruenses do amigo
    Henrique P. Aquino (www.mafuadohpa.blogspot.com)

    ResponderExcluir
  3. Ah!Lê, gria,
    Há legria,
    Alê,

    tem mistérios
    pra desvendar...



    bjão do Jão!

    ResponderExcluir
  4. Grato Henrique!!
    Compartilhar o Pão
    e a Poesia,
    (têm a mesma função)
    e compadrear...

    Viva a Palavra
    que nos abre as portas do conhecimento!!

    um grande abraço!!

    ResponderExcluir
  5. Lembrei de um poema do Luiz Vitor: sopra que passa.

    bjs

    ResponderExcluir